5 dicas sobre finanças para pequenas empresas

dicas-de-investimento5 dicas sobre finanças para pequenas empresas

Você que é empresário e gosta de investir em opções binárias, precisa conhecer novas formas de gerar mais retorno para seus investimentos. Por isso, neste artigo reuni 5 dicas importantes para aqueles que estão iniciando um empreendimento.

1 – TRACE A PLANNING O primeiro passo no financiamento das pequenas empresas, de acordo com é fazer o seu planejamento, o “plano de negócios” em si. Pare um pouco e coloque as coisas em um papel ou mapa mental. Visualize-os. Onde estão as principais necessidades do negócio?

Onde estão as oportunidades? Onde você quer crescer? 2 – FAÇA INVESTIMENTOS NA MEDIDA Os problemas financeiros das empresas têm que ver com dívidas …

E as dívidas têm a ver com investimentos ruins. Para o consultor, a sobredimensionamento de investimentos é uma bomba prestes a explodir. “Ao imobilizar sua capital em um computador maior do que você precisa ou em uma frota muito mais volumosa do que seria necessário, você acabará ficando sem dinheiro para realizar as atividades do dia-a-dia”.

3 – FINANCIAMENTO X EMPRÉSTIMO

Com pressa ou falta de conhecimento, o empresário muitas vezes acaba fazendo pouca escolha de recursos disponíveis no mercado. Ou seja: escolha empréstimos mais caros quando você pode optar por um financiamento mais barato.

Para o consultor financeiro, isso é especialmente verdadeiro quando há algum dinheiro restante e o empresário acaba investindo em novos veículos ou reformas – não entendendo que o capital será necessário para pagar os salários dos funcionários, por exemplo.

4 – DINHEIRO PESSOAL X DINHEIRO DA EMPRESA

Embora todos os especialistas em finanças de pequenas empresas recomendem o mesmo, muitos empresários continuam a misturar o dinheiro do negócio com dinheiro pessoal ou familiar.

De acordo com, isso é totalmente contra-indicado. Misturar as coisas torna difícil (e muito) a compreensão do empresário sobre se o negócio vale a pena do ponto de vista financeiro. Uma solução para isso é investir na conciliação bancária automática.

5 – SEPARE EMPRESA E FAMÍLIA

Seguindo a lógica do item 4, nos casos de empresas familiares, deve-se ter grande cuidado para manter uma coisa separada da outra.

Geralmente, quando uma família faz grandes comprimentos para construir um negócio e começa a funcionar, os impulsos iniciais fazem com que os membros acreditam que podem obter quase todo o lucro.

Isso, é claro, é prejudicial e pode acabar sufocando o dinheiro de uma empresa de nascer e ainda tem muito a explorar e provar no mercado.

Leave a Reply